sexta-feira, 2 de abril de 2010

Feliz Páscoa!

Ícone da Ressurreição - Modelo russo

“Dia da Ressurreição, resplandecei de alegria povos todos

Oh! Páscoa, Páscoa do Senhor!

Da morte para a vida, e da terra para os céus

Cristo Deus nos transportou

a nós que cantamos este hino triunfal:

Cristo ressuscitou dos mortos e venceu a morte, pela morte,

aos que estavam no túmulo Cristo deu a vida!

Aleluia! Aleluia! Aleluia!

(Cânon Pascal – 1ª Ode – Hirmos [abreviado] – Liturgia Ortodoxa)

O Notalatina deseja a todos os seus leitores e amigos, uma Santa e Luminosa Páscoa de Cristo que se celebra neste domingo, 04 de abril.

Façamos desde dia um motivo de grande alegria e júbilo sincero em nossos corações porque a Páscoa é a Festa das Festas, pois foi através de Sua morte que Cristo, nosso Deus, pôde eliminar definitivamente o castigo da morte eterna, nos possibilitando a ressurreição com Ele em Sua segunda e gloriosa vinda.

Pela Sua Ressurreição, também, Cristo nos livrou do cativeiro da morte, tornando-nos, como Seus filhos, de servos a homens livres.

Aproveitemos este dia com nossas famílias e com muita fé de que “Ele tudo pode em quem Nele crê”.

Cristo ressuscitou! Em verdade ressuscitou!

Feliz Páscoa a todos!

Comentários: G. Salgueiro

9 comentários:

Esperança disse...

Quando eu era criança não entendia muito bem a
Páscoa. Só adorava procurar os ovinhos de
chocolate que o coelhinho escondia. Mas, o que
tem a ver coelho com ovos, seus símbolos, com a
ressurreição de Jesus ou a fuga dos hebreus do
Egito comandada por Moisés? Agora sei qual a
relação de tudo isto. Os ovos são o símbolo do
nascimento. Ali dentro, uma vida por vir ao mundo.
É o eterno milagre da vida que renasce todos os
dias. O coelho é o animal que se reproduz com uma
velocidade estonteante, é uma ode à família, uma
declaração de amor que a natureza faz todos dias.
Renascer é nascer, somos nós mesmos que
renascemos nos nossos filhos, é a vida que se
pereniza na prole. A fuga dos hebreus é o fim da
escravidão de uma povo. A escravidão equivale à
morte, escravizar equivale a tirar a vontade e a
alma de alguém, equivale a tirar sua vida. Se
libertar da escravidão é viver de novo, é
renascer, é estar sempre começando tudo de novo.
Por fim, Jesus é a ressurreição. Quer prova mais
clara do que digo? Este eterno milagre que nos
encanta é o milagre da vida que a Páscoa nos
relembra. A Páscoa é a ressurreição das nossas
almas. Este é o dia de renascer, começar tudo de
novo. De nos libertamos do mal que corrompeu
nossas almas e nos recobrirmos com o véu da pureza
da alma que tivemos um dia. Abandonar tudo o que é
velho e antigo e olhar pra frente com coragem. Nos
dedicarmos à vida como quem sorve o sumo de um fruto
saboroso. Hoje é dia de renascer.
Feliz Páscoa para todos.
Autor: Benno Assmann

Anônimo disse...

Prezada Jornalista Graça Salgueiro,

O seu árduo trabalho pela Liberdade, pela Justiça, pela Democracia, pelo Estado de Direito, pelas Leis e pelos valores da família são inestimáveis ao Brasil e ao mundo.

A senhora é uma Jornalista, com J maiúsculo.

Que Deus te cubra de bençãos e todos os teus sempre.

Luiz Guilherme Regis Emediato
Professor
São Paulo, SP.

G. Salgueiro disse...

Olá, Esperança,

Muito interessante esse texto que você postou. Só discordo um pouco do coelho, porque ele passou a ser o símbolo da Páscoa, tirando o sentido sagrado da data.
Os ortodoxos também distribuem ovos depois das Matinas Pascais, a mais bela de todas as festas litúrgicas do calendário, onde após o ofício (que na verdade é uma Liturgia mais longa que as dos domingos normais), um grande banquete é servido a todos os presentes no átrio da igreja, onde também são distribuídos os ovos (pêssankas).
Diferente do que faz o comércio, as "Pêssankas" são ovos cozidos e que depois são decorados com pinturas coloridas. É lindo!
Obrigada pela participação constante e desejo que sua Páscoa seja abençoada junto com os seus.
Beijos!
MG

G. Salgueiro disse...

Estimado Profº Luiz Guilherme,

Muito obrigada, de coração, por suas palavras tão generosas!
Apenas procuro fazer aquilo que acho necessário e correto, pois tenho que prestar contas a Deus dos meus atos.
Desejo-lhe, junto aos seus, uma Santa e abençoada Páscoa de Cristo!
Abraço fraterno,
MG

Henrique Lima disse...

Entrevista exclusiva com o ex-ministro do exército e chefe do Doi-Codi, entre 1974 e 1977.

Frases de Leônidas Pires Gonçalves ex-chefe do Doi-Codi

“As torturas lamentavelmente aconteceram, mas para ser uma mancha ela foi aumentada”

“Hoje todo mundo diz que foi torturado pra receber a bolsa-ditadura”

“Pagamos aos presos para eles delatarem os outros”

“São Paulo chegou lá e deu voz de prisão e já recebeu bala de lá”

“Quem começa guerra não pode lamentar morte”

http://henriquelimaa.blogspot.com/2010/04/doi-codi-quem-comeca-guerra-nao-pode.html

Demétrius Surdi disse...

Graça, que Deus continue iluminando o seu caminho para que continue fazendo esse magnífico trabalho de divulgação e esclarecimento dos fatos que vem ocorrendo no nosso continente.

Estou acompanhando o seu trabalho há algum tempo e quero lhe parabenizar por todos os esforços. Continue bravamente nesse caminho! Feliz Páscoa!

Demétrius,
Curitiba

. disse...

Queria graça, acompanho faz tempo seu blog e compartilho com todos suas preciosas informaçoes, apesar de ser taxado de paranoico, mais acho qeu já estamos acostumado, sou estudante de da ufpe, gostaria de saber se a senhora ainda mora no Recife? estavamos tentando juntar um pessoal conservador para uma palestra na federal, sei que é dificil, lembrei que a sehora é Pernambucana, mais me restava a duvida se reside ainda no recife, agradeço por todas as informações.

. disse...

Desculpe graça no post nao me indentifquei

Giovanne Herbert
Estudante de Ciências Socias -UFPE
Recife - PE

G. Salgueiro disse...

Olá, Giovanne,

Sim, sou de e moro no Recife mas, sinceramente, não tenho disponibilidade para fazer palestras no momento.
Quem sabe futuramente?
Faça o seguinte: escreva noutro comentário seu e-mail para que possamos manter contato que, lhe dou minha palavra, não publico este comentário, preservando assim a sua identidade, pode ser?
Grande abraço!
MG