domingo, 28 de março de 2010

As FARC mentem mais uma vez!

No dia 16 de abril do ano passado as FARC anunciaram que, como um “gesto de boa-vontade” libertariam o cabo Emilio Moncayo, seqüestrado há 11 anos no ataque ao morro Patascoy, e entregariam os restos mortais do major Julián Guevara que morreu em cativeiro por maus tratos e falta de atendimento médico. Quatro dias após este anúncio, as FARC seqüestraram o soldado Josué Daniel Calvo Sánchez, cuja família havia mudado para Popayán por perseguições das FARC porque seu pai, Luis Alberto, havia vendido alguns produtos a membros da Polícia e porque seu filho mais novo, Josué, pertencia ao Exército.

Em junho de 2009 as FARC enviaram uma carta ao pai de Josué, informando que iriam incluí-lo neste “gesto humanitário unilateral” mas não pararam de delinqüir, de cometer atentados, assassinatos e perseguições. As FARC dizem chamar-se “exército do povo” mas nenhum colombiano lhes passou procuração para defendê-los, nem JAMAIS se viu o produto desta defesa. Ao contrário, eles são odiados por mais de 90% dos colombianos, como se viu na grande marcha “No más FARC” ocorrida em fevereiro do ano passado.

O governo do presidente Uribe aceitou todas as exigências que estes monstros faziam para entregar os militares e os restos mortais daquele que eles assassinaram, entretanto, a cada concordância de Uribe seguia-se mais um crime. Em dezembro eles divulgaram a falsa notícia de que esses dois militares passariam o Natal com suas famílias, enchendo de esperança a todos os envolvidos nessa libertação. Claro que foi mais uma burla, um anúncio que apenas os traria de volta aos noticiários de uma forma boa, quiçá dando a entender que eles estavam comovidos pelo “espírito natalino”.

E enquanto faziam esta promessa, sabendo de antemão que era mentirosa e que não iria se cumprir, estes habitantes dos esgotos seqüestraram, torturaram e assassinaram degolado o governador de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar e o também seqüestro, tortura e assassinato dos líderes afro-colombianos Manuel Moya Lara e Graciano Blandón, todos no mês de dezembro. Enquanto isso, a porta-voz das FARC, Piedad Córdoba, vulgo “Teodora Bolívar”, continuava defendendo seus comparsas e afirmando que a culpa pela não-libertação dos seqüestrados era de Uribe e por causa das “bases gringas” na Colômbia.

O Brasil se ofereceu como mediador e foi rechaçado, mas um fato novo surgiu no cenário que fez com que as FARC mudassem de idéia. Lula deixou cair a máscara de democrata que o fazia respeitado no mundo inteiro, quando não deu uma palavra de apoio aos dissidentes cubanos, justo no dia em que morria o preso político Orlando Zapata Tamayo, após 85 dias de uma greve de fome. Lula estava em Cuba nesse dia e apareceu em várias fotos findo ao lado dos dois ditadores e depois, com bastante irritação, comparou Zapata com bandidos brasileiros, causando uma repercussão mundial de grande indignação. Não satisfeito com tanta falta de respeito, viaja ao Oriente Médio e recusa-se a cumprir com o protocolo de depositar flores no túmulo daquele que é considerado “o pai” do Estado de Israel, mas no dia seguinte cumpre este gesto no túmulo do terrorista Arafat.

Então, para dar uma “mãozinha” na desgastada imagem do companheiro do Foro de São Paulo e que sempre esteve ao seu lado, as FARC decidiram aceitar que os seqüestrados fossem transportados por um avião da Força Aérea Brasileira. Além de limpar a cara do companheiro Lula, as FARC aproveitam para dar um empurrão da candidata oficial, a companheira terrorista “Wanda”, porque o que aparece é a “prestimosa colaboração do governo brasileiro.

O circo estava montado e a promessa era de que o “gesto humanitário” ocorreria nos primeiros dias de março. Entretanto, no dia 14 haveria eleições parlamentares e se a entrega ocorresse antes, como ficaria a companheira “Teodora” sem suas “mercadorias”? Foi então que surgiu a idéia de deixar para depois das eleições, provando que a dor das famílias e das vítimas era a última coisa que estava em questão. Precisavam garantir a vitória de sua cúmplice, como de fato – e misteriosamente, pois esta sujeitinha ordinária é odiada pela maioria dos colombianos – ela se reelegeu. Foi então combinado que a entrega seria entre os dias 15 e 20 deste mês.

Mas, novamente, agora alegando como das vezes anteriores, que deveriam prorrogar porque “o Exército continuava atacando” e a segurança estava ameaçada. O governo provou que nada disto procedia e enquanto divulgavam seus panfletos mentirosos através do site ANNCOL, as FARC continuaram praticando atos de terrorismo explícito.

No dia 24 as FARC fizeram explodir um carro-bomba na cidade de Buenaventura, que deixou um saldo de 9 mortos, 55 feridos e dezenas de casas e lojas completamente destruídas. No dia seguinte, esses monstros abomináveis cometeram o mais cruel e hediondo ato terrorista, quando fizeram um garoto de 13 anos levar um pacote para ser entregue no posto policial e que continha uma bomba. Ao chegar perto do posto, policiais pediram que o garoto parasse e ele assustado correu, explodindo o pacote. Dele, restaram apenas parte das pernas.

A notícia foi veiculada no Brasil, através da agência Reuters e multiplicada por todos os jornais nacionais, da maneira mais porca e criminosa que já pude ler alguma notícia a favor de comunistas e terroristas em geral.

Vejam aqui como se mente, destorce, desinforma. Recebi a notícia no mesmo dia pelo site do Caracol Radio da Colômbia que dizia assim: “Segundo as investigações adiantadas pelas autoridades, o menor foi utilizado, mediante enganos, pelas FARC, para colocar o artefato explosivo nas instalações da Polícia”. Agora vejam a tradução divulgada no Brasil pelo site do Terra e repetido pelo O Globo, IG, etc.: Um menino de 12 anos morreu depois que supostos guerrilheiros das FARC, aparentemente por engano, o mandaram com uma bomba a um quartel no sudoeste da Colômbia, disse o governo sexta-feira”.

Esta gente não se envergonha de mentir tão descaradamente a favor de um bando terrorista que comete um crime hediondo como este? Me recuso a acreditar que foi erro de tradução porque se supõe que nas grandes redações de jornais deva ter gente capacitada para fazer traduções confiáveis. O que se viu aqui foi CRIME DE CONIVÊNCIA! O que diz o texto original é que, “mediante enganos” ou seja, as FARC usaram o ardil de enganar o menino, como já fizeram antes com outro menino, que também explodiu, levando em sua bicicleta um pacote-bomba do mesmo jeito deste. Mas, para estes jornalecos miseráveis sequer havia uma certeza de que haviam sido as FARC as responsáveis pela explosão e que, pior ainda, estes anjos de candura entregaram o pacote ao menino “por engano”!

Pois muito bem, vejam o que diz o sub-comandante da Polícia de Nariño: Nós acreditamos que o menino foi enganado: ele não tinha conhecimento do que estava levando. Foi utilizado como pessoa-bomba porque ativaram o artefato quando se aproximava da estação policial. Quer dizer, bem ao contrário do que dizem estes pasquins defensores de terroristas, o menino foi enganado, mas as FARC sabiam muito bem o que estavam fazendo, tanto que o artefato foi explodido através de controle remoto, técnica, aliás, aprendida com os terroristas do ETA basco.

Agora, o que disse destes dois fatos hediondos a miserável e falsa defensora dos direitos humanos, Teodora Bolívar? NADA! Que disseram os membros de sua organização de fachada, o tal “Colombianos pela Paz”, que só serve para defender as FARC? NADA! E onde estão a tal “Comissão Intereclesial de Justiça e Paz, e todos os críticos da Segurança Democrática do presidente Uribe? Ficaram mudos ou viraram para o outro lado para não ter que dizer alguma coisa? E onde estão os “defensores” dos direitos humanos brasileiros que clamam pelos palestinos quando são detidos ou mortos pelos israelenses? NINGUÉM DÁ UM MISERÁVEL PIO!!!

Pois bem, depois de praticarem estes atos abomináveis as FARC, que haviam prometido que fariam a entrega em dois dias, e cujo protocolo foi assinado pelo governo concordando com todas as exigências feitas por eles, decidem que não mais serão na sexta-feira e no domingo, e sim, no domingo e na terça-feira próxima. Informaram que o soldado Calvo deverá ser entregue primeiro porque está doente, segundo eles, com um ferimento na perna desde quando foi seqüestrado, o que obriga os guerrilheiros a carregá-lo no lombo das mulas ou em macas. Então a ficha caiu. Este pobre soldado que não vale nada como moeda de troca, está sendo devolvido porque é um peso e um transtorno para eles! No comunicado eles disseram que não queriam imprensa, nem televisão nessa entrega e fico me questionando que, quando eles chegam a admitir que o estado de saúde do soldado Calvo é grave e não querem que o mundo veja sua libertação, fico imaginando que é possível que este rapaz possa perder a perna.

Por outro lado, a entrega dos restos mortais do major Guevara foi adiada, e isto também me leva a especulações – que não são somente minhas como também do general Freddy Padilla e do presidente Uribe – de que eles não têm a ossada do major. Segundo um comunicado das FARC dado pelo site ANNCOL, “A entrega dos restos do major Guevara devemos aprazá-la, dado que o Exército ocupa a área onde se encontram”. MENTIRA!!! Já vimos este filme, quando da entrega de Clara Rojas e seu filho Emmanuel, que as FARC não o entregaram porque não o tinham mais em seu poder. Deus permita que os restos mortais deste pobre rapaz cheguem um dia à sua família, por um mínimo de respeito à sua mãe, que já não tem lágrimas para chorar.

Como há duas horas de diferença a menos entre Brasil e Colômbia e disseram ter havido um pequeno atraso na decolagem do helicóptero por causa de nuvens de chuva, ainda não tenho notícias sobre a libertação do soldado Calvo. Entretanto, neste vídeo abaixo o porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Adolfo Beteta, confirma que a comissão chegou ao local da libertação à espera do soldado Calvo – que ele não sabe dizer se já foi entregue -, cujas coordenadas exatas foram entregues pelas FARC à Teodora, num envelope fechado que só deveria ser aberto quando tivessem decolado. As FARC disseram que não queriam nenhum jornalista nem canal de televisão, entretanto, o vídeo que vocês vão ver foi filmado pelo canal TeleSur, a TV de Chávez e que SEMPRE serviu às FARC.




Bem, o Notalatina por enquanto encerra esta edição, mas fica alerta à espera de qualquer informação nova e poderá voltar a qualquer momento. Fiquem com Deus e até a próxima!

Comentários e traduções: G. Salgueiro

2 comentários:

lualvipu disse...

Sobresaliente Gracia. Es trascendental que el mundo entero conozca la realidad de lo que son capaces loc comunsitas como las Farc y Lula

G. Salgueiro disse...

Por supuesto que si, mi coronel.
La lastima es que en Brasil pocos son los que brindan atención a hechos tan graves y en los que Lula está metido hasta los tuetanos...
Gracias por su apoyo!
Saludos
Gracia