sexta-feira, 23 de maio de 2014

As FARC e os ditadores Castro montam fraude a favor de Santos


Faltando por volta de uma semana para as eleições presidenciais na Colômbia, que se realizam no próximo domingo 25 de maio, um escândalo sem precedentes sacudiu o país. A revista Semana, de propriedade da família do presidente Juan Manuel Santos e dirigida por um sobrinho seu, publicou um vídeo escandaloso onde o candidato do Centro Democrático (partido do ex-presidente Uribe), Oscar Iván Zuluaga, aparece fazendo conchavos com o suposto hacker, Andrés Sepúlveda, no qual combinam um “golpe de Estado” contra Santos.

Tão logo foi divulgado o vídeo, Zuluaga e Uribe deram declarações públicas afirmando a falsidade e a montagem do mesmo. Ato contínuo, o advogado de Zuluaga, Dr. Jaime Granados (que também defende o Coronel Plazas e o próprio ex-presidente Uribe) deu entrada no Ministério Público de uma denúncia acerca do vídeo, junto com um laudo forense onde fica comprovada uma montagem grosseira para afastar o candidato Zuluaga da corrida eleitoral.

Santos está despencando nas pesquisas de intenção de voto a cada dia, tendo essa queda iniciado logo depois das eleições municipais em março, onde Uribe se elegeu senador com uma quantidade imensa de votos. Isto prova que sua popularidade continua em alta e uma indicação dele para um candidato presidencial, no caso Zuluaga, tem um peso enorme. Ao lado disso, Santos anunciou semana passada que havia fechado mais um dos pontos da agenda de “negociações” com as FARC em Havana que, ao contrário do planejado, causou grande repulsa na população. De acordo com a última sondagem feita pela empresa “Datos & Consultas”, Oscar Iván Zuluaga aparece em primeiro lugar com 38% contra 15% de Santos.

Zuluaga havia contratado Sepúlveda para cuidar das questões informáticas de sua campanha (redes sociais, banners, geração de vídeos promocionais, etc.) e há mais ou menos um mês esteve no escritório deste para saber como andavam os trabalhos. Enquanto esteve lá, conversando com Sepúlveda e seu então assistente de campanha Luis Alfonso Hoyos, alguém gravou a conversa e as imagens, que posteriormente foram adulteradas com cortes e acréscimos, fazendo uma montagem fraudulentamente grosseira para incriminar Zuluaga.

O diário El Tiempo publicou esse vídeo integral mas repartido em 5 partes, das quais publico apenas esta última que foi utilizada para fazer a montagem, e um vídeo onde um grupo de experts forenses da empresa “Adalid Corp”, na narração do advogado senior em provas técnicas desta empresa, Andrés Guzmán, faz uma análise onde aponta ao menos 17 edições. Outros analistas independentes também analisaram o vídeo publicado em Semana, dentre os quais um deles aponta 30 edições grosseiras, e há unanimidade em apontar a montagem para incriminar Zuluaga, tirá-lo da corrida eleitoral e deixar o caminho livre para Santos. Deram um tiro no próprio pé e este acabou saindo pela culatra!

No vídeo original apresentado a El Tiempo, Sepúlveda, Zuluaga e Hoyos falam da estratégia da campanha com bastante naturalidade e correção, quando Zuluaga pergunta se Santos pode dar algum golpe e o “hacker” comenta sobre a situação de vários chefes das FARC afirmando que a Força Pública está atrás de “Romaña”, que Timochenko está tuberculoso, e encerra falando da posição de outros candidatos, como Enrique Peñalosa, antes uribista, e hoje um acirrado detrator de Uribe e seu trabalho em prol da Colômbia. E isso é tudo. Tentei, mas por alguma razão esse vídeo de El Tiempo não está permitindo a publicação, então, ouçam essa gravação aqui (é o quinto e último vídeo) e em seguida o vídeo onde o expert forense Andrés Guzmán detalha a grosseria da fraude.


Essa tem sido uma campanha terrivelmente suja por parte de Santos que, ao ver-se na iminência de perder o cargo e de implantar o socialismo do século XXI na Colômbia, apelou para os ditadores cubanos e certamente as FARC também lhe ofereceram seus préstimos, pois a concretização de seu Plano Estratégico depende direta e estreitamente que Santos seja re-eleito. Nesse artigo do jornalista Eduardo Mackenzie, traduzido por mim e publicado hoje no site do Heitor De Paola, vocês poderão ler mais detalhadamente toda esta sordidez montada a partir de Havana, onde estão os cabeças das FARC decidindo o destino de todos os colombianos.

Neste outro vídeo abaixo há o depoimento do contra-almirante Gabriel Arango Bacci, que denuncia o método fraudulento de Santos para obter o que quer, e que comprova o envolvimento deste nefasto personagem - que elegeu-se com mais de 9 milhões de votos dos eleitores de Uribe e desde o primeiro dia após a tomada de posse vem se revelando o maior traidor da pátria - com as FARC e os Castro.



No meu programa de hoje na Radio Vox, “Observatorio Latino”, eu comento mais acerca dessa vergonha, e até o próximo domingo estarei em estado de alerta com os olhos voltados para a Colômbia. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral da Colômbia, por volta das 20:00 h. (hora de Bogotá e 22:00 h. do Brasil) do domingo já terão sido apuradas 70% das urnas, podendo-se então saber se o sufrágio elegeu um novo presidente ou se haverá segundo turno. Aguardemos, pois, em oração, porque o futuro da democracia no nosso continente latino-americano e o fim do terrorismo das FARC depende MUITO dessa eleição. Fiquem com Deus e até a próxima!
Comentários: G. Salgueiro

2 comentários:

Dona Chica disse...

Que horror, Graça! Satanás é sutil mas deixa a ponta do rabo. A verdade aparece! Obrigada por nos informar com tanto esmero.

creartedesign disse...

Graça! isso me fez lembrar que o tofoli eleito presidente do STFE proibiu qualquer investigação durante a eleição, isso será até a apuração de votos? Porque aqui a popularidade de presidente só cai, parece bem similar.