quarta-feira, 5 de setembro de 2012

As FARC já mandam na Colômbia!


Prisioneiros políticos vítimas de falsos testemunhos, condenados pela máfia togada que só defende terroristas

Volto a falar sobre a situação da Colômbia porque é gravíssima e não vejo a mídia noticiar nada do que se passa, a não ser, fazer coro com as FARC e seus seguidores. Cada dia que passa as coisas tornam-se mais horrendas, tensas e indignas, e observo que o que se divulga não reflete absolutamente NADA da realidade. A imprensa afirma, feliz, que os colombianos estão aprovando esta aberração e que a popularidade de Santos está subindo depois do anúncio deste “acordo” infame. Nada mais falso!!! Só quem está aprovando são aqueles que se beneficiarão com a impunidade, ou seja, as FARC e seus seguidores como os tais “Colombianos pela Paz”, ONG criada pela porta-voz das FARC “Teodora de Bolívar”, os políticos “ex” terroristas, os “padres” comunistas e a Justiça a serviço dos terroristas de todos os matizes.

Hoje a situação está da seguinte maneira: o ex-juiz Baltazar Garzón terá um programa no Canal Capital, televisão estatal dirigida pelo jornalista das FARC Hollman Morris, com o sugestivo título “Como vão a paz e os direitos humanos?”. Na Espanha esse juiz está suspenso de suas funções após julgamento por escutas ilegais em processos. Desempregado, logo recebeu apoio do traidor Juan Manuel Santos e hoje aparece como “assessor” da OEA na Colômbia sendo mantido com os impostos dos colombianos.

O Promotor Geral da Nação, Eduardo Montealegre (que deveria ser “triste” por seus atos infames) decretou que se suspendam imediatamente as ordens de captura e extradição contra os porta-vozes das FARC que estão “negociando” a tal “paz” e que serão expedidos salvo-condutos para que eles possam sair do país. As FARC JÁ estão mandando na Colômbia conforme desejava Marulanda, tanto é assim, que fizeram um vídeo onde Timochenko diz “chegamos à mesa de diálogos sem rancores nem arrogâncias” seguido de um “rap” debochadíssimo que diz em suas falas (me recuso a chamar aquilo de verso!):

“Vou para Havana desta vez para conversar
o burguês (referindo-se a Uribe) que nos procurava 
não nos pôde derrotar.

Vou para Havana, desta vez para conversar
com aquele que me acusava de mentir sobre a paz.

Vou para Havana, souberam com que emoção
Vou conversar a sorte de minha nação”.

Já no final dizem, com um sorriso na cara, dizem: “Nunca haverá rendição!” e o clip termina com Timochenko repetindo o bordão das FARC: “Juramos vencer e venceremos!”. Precisa mais? Vejam o clip:


 


Enquanto Timochenko dá as cartas e Santos diz aos colombianos que “tenham paciência”, as FARC continuam cometendo seus atos terroristas, emboscando, assassinando militares e civis, inclusive crianças, derrubando aquedutos e torres de transmissão de energia que deixam cidades inteiras às escuras, plantando minas e dizendo o quê, como, quando e onde o governo deve obedecer-lhes, e no tal “acordo” avisam que não vão cessar os ataques. A revolta entre os colombianos de bem - que são maioria -, ao contrário do que afirma a mídia brasileira, é imensa! Hoje a associação de militares da reserva ativa, ACORE, enviou um documento ao Governo solicitando participação na mesa de negociações de pelo menos três militares - que representem as três Forças - mais três do Ministério da Defesa. Para o general Jaime Ruiz as Forças Armadas são inegociáveis! E eles estão cobertos de razão, porque uma das primeiras coisas que as FARC vão fazer é acabar com o Tribunal Militar e perseguir ainda mais os militares que já estão presos injustamente sob acusações falsas, conforme venho denunciando ao longo desses dois últimos anos. 

Além disso, o general Jaime Ruiz teme que os guerrilheiros, agora anistiados de todos os seus crimes, conformarão as novas milícias substituindo os militares como já ocorre na Venezuela. E não era esse o sonho antigo das FARC, do Foro de São Paulo e do Bloco Regional de Poder Militar que denuncio desde 2008?

O ex-presidente Uribe vem sendo duramente atacado por denunciar que este “acordo” é um crime que se comete contra a Colômbia e os colombianos, e hoje, numa entrevista que ofereceu ao canal Caracol, ele referiu este “processo de paz” como “uma bofetada na democracia”. E diz, dentre outras coisas, que Santos perdeu dois anos de seu governo apenas se aproximando dos terroristas para tentar um diálogo, abandonando completamente a plataforma que o elegeu de dar continuidade à segurança do país. Assistam a essa entrevista magnífica aqui, pois por um problema técnico o código não pôde ser inserido.

E para que não reste nenhuma dúvida sobre o que afirma Uribe, traduzo abaixo parte de uma publicação do blog “Colombia grande y libre” onde eles denunciam que essas conversações vêm sendo feitas em Cuba desde 6 de outubro de 2011, cujo acordo já foi assinado desde 7 de março de 2012, tudo pelas costas do Congresso e do povo colombiano!

“Não há nada que negociar, TUDO já foi entregue por Santos às FARC, com a assinatura de umas capitulações vergonhosas, pelas costas do país e em segredo, sob a vigilância de dois governos comunistas.

Cumprimos o dever patriótico de denunciar a assinatura dos acordos de ‘paz’ em Havana por parte de Juan Manuel Santos, Luciano Marín Arango, cognome “Iván Márquez” e Timoleón Jimenez, cognome “Timochenko” em 7 de março de 2012 em Havana, Cuba, como conclusão final das mesas de negociação e diálogo que se instalaram em segredo e pelas costas do país na mesma cidade, em 6 de outubro de 2011, lideradas pelo Alto Comissionado em Segurança e Alto Comissionado para a Paz, Sergio Jaramillo Caro. Foram garantidores e testemunhas desse acordo os presidentes da Venezuela e de Cuba, Hugo Chávez Frías e Raúl Castro. Os governos da Noruega e da Venezuela desempenharam os papéis de financiadores e de logística de tais mesas de negociação.

Colocamos isto para conhecimento da opinião pública, com a finalidade de que o povo colombiano se pronuncie contra um acordo que não foi autorizado pelo Congresso da Colômbia, nem pela Constituinte Primária. Não podemos confiar em Santos com o engano de que apenas vai instalar as mesas de conversações. É uma farsa bem montada para nos fazer crer que as FARC cederam, porém a verdade é que tudo foi concedido nas mesas de capitulações, mal chamadas de conversações. 

Deixamos o seguinte documento como constância histórica e para sua avaliação, amigo colombiano. Evitemos que o futuro de nossos filhos e não sabemos de quantas gerações mais, seja hipotecado ao comunismo internacional, pela assinatura infame de um traidor e covarde, o presidente liberal Juan Manuel Santos”.

Traduzi apenas o começo da publicação e o restante vocês podem ler aqui. É estarrecedor o que Santos está tramando contra seu próprio povo, apenas para satisfazer sua vaidade pessoal desmedida e doentia de re-eleição ou Prêmio Nobel da Paz, sem levar em consideração que deu às FARC um status de Estado dentro do próprio Estado Colombiano, uma vez que as reconhece como um “interlocutor” legítimo com o qual se possa negociar. Isto é crime de lesa-pátria e é como TRAIDOR que ele será lembrado pela história!

É este o cotidiano da Colômbia: ataques terroristas sem cessar contra civis indefesos, enquanto falam de "paz". E são esses monstros que muito em breve vão governar o país. Santos, você é um monstro abjeto igual às FARC!

Cabe lembrar, ainda, que nesse acordo não se falou uma só palavra nas milhares de vítimas seqüestradas, nem na entrega de armas, nem no fim do narco-tráfico. Só as FARC deram as cartas. As fotos que ilustram esta edição de hoje mostram a situação real da Colômbia: os presos-políticos que não cometeram NENHUM crime, encarcerados injustamente, muitos condenados a penas que equivalem a prisão perpétua. E a outra, chocante, mostra um atentado ocorrido em 27 de agosto último, quando este maldito “acordo” já havia sido assinado! É o destino de todo o nosso continente que está em jogo, portanto, não fechem os olhos a esta realidade dramática, porque se as FARC chegarem mesmo ao poder político na Colômbia, será o fim de todos nós. Fiquem com Deus e até a próxima!

Comentários e traduções: G. Salgueiro

8 comentários:

Anônimo disse...

Isto é assustador!

Quando falamos que a mídia é controlada por algumas organizações e que o que é veiculado são somente os fatos que interessam a essas organizações, logo taxam-nos de teóricos da conspiração. Mas o que se vê é que, pouco a pouco e sorrateiramente, o poder esquerdista vem envolvendo com seus tentáculos os países da América Latina.

Só mesmo mentes doentes, que acreditam na visão marxista da história, para dar respaldo a ações como as das FARC, confiar em "acordos de paz", militar por uma causa reconhecidamente (por todos os meios - lógicos, históricos, filosóficos, etc.) falida.

Se não há valor algum no passado e sendo a história relativa ao panorama de uma época, então por que se preocupar com as incontáveis banheiras de sangue da esquerda? Na mente destes imbecis cada época é uma época, sem conexão direta com os efeitos das ações passadas, mas somente com as causas.

A causa é sempre a mesma, mas só a mente doente não visualiza que o efeito será idêntico mesmo a verdade estando a um palmo do nariz. Quem viver verá.

Minhas condolências ao povo de bem da Colômbia que infelizmente vai sofrer na mão dessa corja. A universidade onde estudo recebe bastante colombianos, já tive aula com pelo menos 4, todos muito competentes no que fazem. Fico triste de saber que quando voltarem ao país vão encontrar a terra natal nesta situação.

Graça, é muito difícil nos dias de hoje reconhecer fontes fidedignas de notícias, mas não vejo motivos para duvidar de ti. Sei que é Cristã e que, se está fazendo esta cruzada contra a grande mídia, é porque quer o bem do povo e lavar a alma por não ter sido omissa frente a uma situação desse calibre. Siga em frente!

A.M.

G. Salgueiro disse...

Prezado A. M. (imagino que estou falando com um homem)...

Não tenho aceitado comentários anônimos mas abri uma exceção ao seu, porque está muito rico e interessante.
Como você mesmo pôde reconhecer, o brasileiro médio que se informa apenas pela Globo e jornais locais está completamente fora da realidade, e digo isso com tristeza e amargura no coração porque NÓS também vamos ser atingidos mais adiante e vamos sofrer tanto quanto sofrem hoje os venezuelanos e colombianos.
Quando eu alertava os militares brasileiros sobre o que se passava na Argentina eles não quiseram me ouvir, e ainda debochavam de mim dizendo que "aqui foi diferente". Entretanto, hoje, a situação é a mesma de lá e apenas está começando.
O mesmo se dará se Santos conseguir concluir seu intento de anistiar estes monstros abomináveis, pois o Brasil poderá receber, através da kamarada terrorista-presidente, uma delegação das FARC para pedir apoio à sua candidatura à Presidência da Colômbia.
E como você bem notou, sou cristã e é por amor a Deus que sigo em minha cruzada, tal qual a santa que me inspira, Santa Joana d'Arc, pois não posso me calar diante de tudo que vejo e chega ao meu conhecimento.
Se a grande mídia que é muito bem paga para fazer seu papel de informar não o faz, o problema não é meu. Tenho uma consciência para prestar contas a Deus somente, e é por Ele que sigo em minha batalha.
Muito obrigada por seu rico comentário e volte sempre.
Garnde abraço,
MG

Anônimo disse...

"digo isso com tristeza e amargura no coração porque NÓS também vamos ser atingidos mais adiante e vamos sofrer tanto quanto sofrem hoje os venezuelanos e colombianos."

Graça, estou nos meus vinte e poucos anos. Anos atrás eu pensava ingenuamente que o mundo era pouco movimentado quando comparado ao que se viu na década de 20 com a primeira guerra, em 39-45 com a segunda guerra e posteriormente a guerra fria, queda do muro de Berlim, etc. Para mim, parecia que, tendo tudo no mundo se acertado, bastaria gozar da própria vida, sem preocupações maiores. Essa mentalidade, moldada sobretudo 1 - por professores do ensino médio/cursinho 2 - pela mídia acompanhou-me até ter ingressado na universidade. Por sorte tenho conseguido livrar-me dessa má influência através de amigos, de muito estudo e leitura. Uma delas é o seu blog. Mas, voltando ao assunto, vejo agora como estive enganado esses anos todos, ignorando a verdade em troca de uma pseudo realidade confortante.

Ainda que não haja um conflito armado mundial, o que é ótimo, há um mar de coisas desenvolvendo-se por baixo dos panos, muitos deles relacionados à ascensão da esquerda latino americana e no mundo, tão ruins quanto a própria guerra e que poderão levar, em suas últimas consequências, a um conflito armado entre nações. Como você disse, uma hora ou outra infelizmente seremos atingidos. Só mesmo a mídia para fazer-nos acreditar que está tudo bem, quando tudo vai mal. Se antes a tensão ideológica era patente, hoje é velada, mas talvez muito mais perigosa. Quantos já não morreram na mão das FARC, em Cuba, na China (não a que aparece na grande mídia internacional), na própria Russia, por se irem contra o "grande irmão"?

Ainda bem que despertei deste sono dogmático em que vivi. Já me conformei que minha vida será de batalha, dentro dos meus limites de atuação, assim como você faz. Corroborando o que falou, cada um deve que ter a consciência de prestar contas a Deus e não temer fazer aquilo que os outros não fazem, principalmente nestes tempos difíceis que virão por conta de uma dúzia de megalomaníacos e seus infelizes seguidores.

Passo sempre por aqui! Um grande abraço.

A.M.

Rodrigo disse...

Cara Graça,

Também vejo com extrema consternação todo esse teatrinho FARC-Santos, mas sinceramente isso não me surpreende. Lembra-se de logo quando Santos assumiu, sua primeira frase foi se referir ao nefando Hugo Chávez como "seu melhor novo amigo"? Como um sujeito que sabotou - com fartas provas - o governo do qual Santos era um dos cabeças (ministro da Defesa), pode vir a se tornar um amigo? Isso é um tremendo tapa na cara de qualquer pessoa com um mínimo de bom senso.

No mais, Graça, já sabemos do que as FARC, aliadas a este presidente traidor são capazes desde já. Espero que Uribe se cuide, pois não me surpreenderia se Santos o traísse também. Aliás, que Uribe seja candidato nas próximas eleições. Ele, ou então Fernando Londoño. A Colômbia é o Texas do continente. Se o nosso Texas cair, adeus todos nós.

Conheci seu blog recentemente, e gostei muito. Continue com o ótimo trabalho. Abraços, Rodrigo

lis disse...

Gracita,

É uma luta insana, inglória! Estou há tempos com receio pela integridade física de Alvaro Uribe. Temos Peña Esclusa como exemplo de até onde esses sujos podem chegar. E vão além. Sabemos disso. Destruir o trabalho de uma década numa canetada de um traidor é enojante!
Tudo, claro, sob a tutela do "forasteiro" , meu desafeto pessoal(como pode ser confirmado no Verdade Sufocada), o já conhecido exibicionista Baltasar Garzon!
Triste demais tudo isso.
Luz ao fim do tunel? Agora não mais!Eu tinha minhas esperanças na Colombia! O traidor conseguiu destruir até a esperança de alguns brasileiros!
Abraços guerreira!

Lis Chaves

Anônimo disse...

O pior nesse tal "acordo" que o Santos firmou é que d'agora em diante os colombianos vão indenizar todos os guerrilheiros, vivos ou mortos.

gutenberg disse...

Mesmo sabendo - pelas suas informações - das fraquezas de Santos nunca imaginei que a coisa fosse ficar tão feia na Colômbia.
Noticiário de hoje (10/9) já fala que as FARC poderão, talvez, ter candidato próprio à Presidência, em 2013!
Eles não esperam nem o defunto esfriar!!!
Se os colombianos, apesar de tudo o que o terrorismo fez nestes anos todos, votarem nos candidatos das FARC creio que terão merecido o seu trágico destino.
Abs
Gutenberg

Pedro Miranda disse...

Já passou da hora do povo colombiano lotar as ruas das principais metrópoles do país para pedir o IMPEACHMENT deste traidor, deste vagabundo desse Juan Manuel Santos! Volta Uribe!