sexta-feira, 12 de março de 2010

Militar argentino é punido por ter filhos religiosos

Quero mais uma vez agradecer as mensagens de felicitações que continuo recebendo pela carta do presidente Uribe, bem como das doações que estão sendo feitas – ambas importantíssimas -, porque traduzem o respeito pela seriedade e fidedignidade do meu trabalho. A todos, muito obrigada!

Eu havia prometido voltar a falar das FARC mas não posso mais adiar o que vem ocorrendo com os militares da Argentina que, mais uma vez, chamo a atenção dos brasileiros, pois como tenho sempre dito e repetido, o que se passa lá é o que querem implantar aqui no Brasil e já dei várias mostras de que isto nem é teoria da conspiração nem “ilusão idiota” de minha parte: está determinado pelo Foro de São Paulo e é um projeto bem antigo.

No artigo que escrevi em fevereiro, O general Santa Rosa e a Argentina, eu mais ou menos esbocei o que estava acontecendo com os militares vizinhos. Hoje, trago mais provas. Como já expliquei em artigos anteriores, a ministra da Defesa da Argentina, a montonera Nilda Garré, e o casal presidencial Kirchner, por razões óbvias odeiam as Forças Armadas e têm avançado muito em sua destruição. Para se ter uma idéia sucinta da perseguição que os terroristas no poder têm aos militares, desde fins do ano passado estão “segurando” as promoções daqueles que possuem sobrenomes dos antigos heróis, que eles chamam de “torturadores”, além de passar compulsoriamente para a reserva os parentes desses antigos soldados.

É sabido, também, que como comunistas eles odeiam tudo que lembre o cristianismo. Pois bem. Na semana passada aconteceu um fato tão miserável desta perseguição que motivou minha mudança de tema, e quero deixar aqui registrada minha mais absoluta indignação e repúdio, embora, para fins práticos, isto não tenha qualquer efeito.

O motivo da minha indignação vai abaixo, traduzido. Vejam quanto brio, quanta fidelidade às suas convicções! Senhores militares, quando os senhores vão se dar conta de que isto que está acontecendo na Argentina é o que desejam os terroristas que hoje governam o Brasil? Se dona Dilma vencer as eleições, coisa que não duvido, a situação vai piorar ainda mais, pois as ameaças que sofre hoje o Coronel Ustra e outros velhos soldados, vão passar de “ameaças” para se tornar real. Quando vão levantar a cabeça e se impor como homens honrados e militares dignos? Mirem-se no exemplo da Argentina, porque o que vem ruim, também traz um exemplo bom e belo.

Antes de passar para a denúncia quero deixar claro que não pertenço a nenhuma ONG, agremiação, partido político ou grupo, social ou empresarial. Não assino petições nacionais ou participo com apoio a qualquer manifestação que façam em nome disso ou daquilo, mesmo que seja para defender princípios e valores que também são os meus. Esclareço que sou articulista apenas do Mídia Sem Máscara, Jornal Inconfidência e do site La Historia Paralela, da Argentina, sendo agraciada com publicações no site do meu amigo e irmão Heitor De Paola, uma vez que ele é o único articulista do seu site. Sinto-me muito honrada e agradecida quando alguns blogs ou sites publicam meus escritos, mas isto se dá por deferência e gentileza de quem o faz, não porque eu tenha solicitado.

Faço estes esclarecimentos porque vi recentemente, no site de uma possível ONG, meu nome como “apoiando” aquela iniciativa, mas sequer sabia da existência do site ou fui consultada a respeito. Aliás, não comungo de idéias nacionalistas, tampouco apóio grupos de “vítimas da tortura no Brasil”, que constam do referido site como “apoiadores”, pois essas tais “vítimas” são os mesmos comuno-terroristas de ontem que hoje posam de santos e sangra nossos bolsos com indenizações fraudulentas e milionárias. Depois das desastrosas experiências em ONGs, das quais nunca necessitei de cargos para fazer meu trabalho, não quero ter qualquer vínculo com coisa alguma que me dê um rótulo, pois o único que ostento com orgulho é o de CRISTÃ, e só tenho um patrão que é Deus, a quem sirvo humildemente.

*****

Contra-Almirante discriminado por ser católico, pediu passagem para a reserva

Diário Pregón de La Plata

“O Contra-Almirante Raúl F. Viñas foi promovido recentemente. À cerimônia de sua promoção e entrega do sabre assistiram seu filho e sua filha: um sacerdote e uma monja. Viñas ia ser designado para a direção da Escola Naval.

Estando presente ao ato Cristina de Kirchner, e observando a presença de seus filhos, tomou nota que quem se tratava e ordenou uma mudança de seu destino “por ser fundamentalista”, quer dizer, por mostrar seu catolicismo refletido em seus filhos católicos de vida consagrada. Efetivamente, trata-se de um caso de discriminação que o INADI (Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo) jamais investigará porque se trata de “católicos”, e portanto desmerecedores de trato digno.

Ao que parece, o Contra-Almirante Viñas não é “apto” para ser diretor da Escola Naval Militar, porém sim para ser Diretor da Escola de Guerra Naval, cargo que ocupou durante o ano de 2009 (quando até então não se conhecia esse “deslize” de sua família. G.S.).

Pelo modo como se produziu a mudança de destino, o Contra-Almirante pediu sua aposentadoria, por haver sido deslocado da proposta de Diretor da Escola Naval pela ministra da Defesa, Nilda Garré, por causa de sua “profunda e inconveniente formação católica”.

Antes de tomar a decisão final, consultaram seu chefe direto, o Almirante Martínez, que baixou o polegar casualmente por sua condição de católico praticante e de ser “muito apegado ao regulamento”.

Do mesmo modo, transcendeu, na quinta presidencial de Olivos que, quando a presidenta ingressa, os Granaderos que custodiam o prédio, devem ocultar-se a fim de que ela não os veja, dada sua repulsa e ódio aos militares”.

Bem, com esta nota repugnante encerro a edição de hoje do Notalatina, esperando que isto lhes sirva de reflexão, pois sei que, pelo menos quanto à punição por ser “muito apegado ao regulamento”, o Brasil já se adaptou há tempo. Domingo haverá eleições parlamentares na Colômbia e estarei alerta a qualquer alteração ou atentado que as FARC queiram fazer, pois as ameaças já começaram. Fiquem com Deus e até a próxima!

Tradução e comentários: G. Salgueiro

6 comentários:

Carlos Latorre disse...

Querida Graça Salgueiro.

Quero felicita-la pela carta recebida do Presidente Uribe. Seus esforços são valorosos e extremamente importantes na atual conjuntura. Tenho o seu blog como a única fonte de informação confiável sobre a América Latina no Brasil.
Que deus a proteja e lhe dê forças para continuar com este maravilhoso trabalho.

Um forte abraço.

Silvio Ricardo disse...

Graça,

Já não confio de jeito nenhum na imprensa brasileira (me refiro mesmo aos jornais da TV, por que nunca tive o hábito de ler os escritos).

Resumindo: minha cabeça dói só de ver e ouvir esses BANDIDOS da imprensa brasileira...

Parabens pra você!!!!

Digi-Alchemist disse...

Olá!

Muito me alegra que ainda existam aqueles que defendem a liberdade, acima de tudo. Aqueles que, a despeito de todo "vento comunista/socialista" contrário, vêm a público a desmascarar a "farsa democrática" promovida pela esquerda criminosa de sempre. Longe de serem perfeitos (e agradáveis aos "lulistas", "castristas", "kirchnistas" e "dilmistas"), os militares da era 64 estãoa ser injustiçados pelas mesmas pessoas (se é que podem ser assim chamadas) que apóiam a doutrina esquerdista, a mesma que levou à morte 100 milhões de seres humanos como eu e você. Nem as duas guerras mundiais juntas chegaram a tanto!

Esse caso é aterrorizador. Cancelar a promoção de alguém só por que os filhos são religiosos? Cara, isso me cheira (e isto é que é O mau cheiro) a Racismo, Anti-semitismo, esse é o cheiro do COMUNAZISMO! Pelas atitudes dela, Cristina Kirchner mostra ser uma Comunazi, uma Comunista Nazista! Os hermanos deveriam sair às ruas em massa e tira-la de onde ela está, pois é ameaça à própria população! Deveriam fazer isso enquanto é tempo, antes que sejam mortos por futilidades.

Além disso, eu digo: As Forças Armadas são a defesa da nação. Quem as odeia, odeia a Nação em que reside e, em consequência disso, se põe de forma voluntária sob o jugo de um Governo Global Único que, por sinal, é comunista.

Deveras, peço-te autorização para comentar no meu blog, este (e possivelmente alguns outros de temática semelhante) post. Convido-a a também visitar o meu blog e também o do Cavaleiro do Templo (http://cavaleirodotemplo.blogspot.com/) através do qual tomei conhecimento do seu post.

Deus nos ajude a domarmos esse monstro de sete cabeças chamado Comunismo, que nos ajude a defenestrá-lo de nossas pátrias, catapultá-lo daqui e lançá-lo ao poço do abismo, de onde veio e para onde deve voltar para nunca mais sair de lá.

G. Salgueiro disse...

Olá, Carlos e Silvio Ricardo,

Muito grata pelos comentários generosos.
De fato, ler o que sai na Folha, no Globo e noutros jornais brasileiros é de entortar o juízo de qualquer um, hehehe...
Um abraço forte em cada um,
MG

G. Salgueiro disse...

Olá, Digi-Alchemist,

Grata por seus lúcidos comentários!
Vou visitar o seu blog e desde já sinto-me honrada com a deferência. Pode publicar sim, ou tecer comentários sobre o que escrevo; entretanto, só lhe peço que, se for apenas republicar meu post, que ponha só um pedacinho e indique o link do post que está citando, pois assim nós dois ganhamos em visitação, ok?
Quanto ao "Cavaleiro...", hehehe... Ele é o meu amigo Alex, que sempre falo aqui, e meu parceiro para "assuntos de informática". Pessoa muito, muito querida e séria, cujo blog eu recomendo SEMPRE!
Grande abraço e volte sempre!
MG

Anônimo disse...

A presidenta da Argentina é comunista!? Putz é de chocar.