sábado, 10 de outubro de 2009

O caso das vacinas criminosas

A nota dissonante de hoje não podia deixar de ser o Prêmio Nobel da Paz, dado a Obama, um sujeitinho falso desde sua biografia, que até o ano passado era um perfeito desconhecido e que até hoje não fez NADA que possa justificar tal comenda. Entretanto, me deixou imensamente feliz que a embaixadora das FARC não o tivesse levado pois isto seria muito pior, uma vez que acabaria endossando o que ela vive apregoando sobre as FARC e, por tabela, os vencedores seriam esses psicopatas assassinos.

E leio há pouco que o ministro das Relações Exteriores do Brasil – de facto -, a “eminência parda” Marco Aurélio Garcia (MAG), disse que vão aproveitar este prêmio para instigar Obama a pressionar Micheletti a fazer o que “eles” querem. Vejam o que este traste seboso dos dentes podres disse: "Queremos que a pressão aumente, sobretudo a pressão do governo americano. Vamos aproveitar agora o prêmio Nobel da Paz que o presidente Obama tão merecidamente recebeu para que ele exerça essa pressão". Isto é canalha demais, é tortura psicológica – que eles tanto criticam mas praticam à larga! -, e é exatamente por causa de gentalha deste tipo que devemos depositar nosso apoio ao Governo Constitucional de Honduras.

Recebi uma solicitação do correspondente hondurenho, em que ele pede aos amigos de Honduras a fazer exatamente isto. Ele diz que Micheletti está sofrendo inúmeras pressões (sobretudo depois que Zelaya estabeleceu a data de 15 de outubro para sua volta ao poder) para descumprir o que reza a Constituição. Até agora Micheletti se manteve firme como uma rocha, mas ele é humano e precisa do apoio de todos os que respeitam as leis, a democracia e querem distância do maldito Socialismo do Século XXI, para não fraquejar. Enviem mensagens curtas mas fortes e encorajadoras para este e-mail, pois ele precisa do apoio de todos nós: michelettimipresidente@yahoo.com.

E hoje há também uma outra solicitação de apoio, desta vez a um jornalista independente russo, que está sendo perseguido e ameaçado de morte. Isto na Rússia de Putin não é nenhuma novidade; o que ocorre é que notícias do quotidiano daquele lado do mundo não chegam ao conhecimento do brasileiro. Noticia-se apenas as comprinhas que Chávez faz àquele país ou, quando muito, os acordos comerciais entre a Rússia e os países do nosso continente, nunca tão prósperos como nos últimos anos.

Para que se compreenda a gravidade do assunto, prefiro traduzir a nota que me enviou meu “hermanito” Pablo, proprietário do site “Payo Libre”. Depois desta tradução entro no assunto propriamente dito desta edição de hoje, que é gravíssimo e merece toda a nossa atenção. Mas vamos à tradução.

LIBERDADE DE ESCREVER E DE VIVER PARA SACHA PODRABÍNEK

O jornalista independente, defensor dos direitos humanos e ex-preso político da era soviética, Alexander (Sasha) Podrabínek, recebeu ameaças de morte após publicar um artigo no site www.ej.ru. Bandos de delinqüentes juvenis pró-governamentais assaltaram um jornal para o qual ele escreve e ameaçaram sua família.

Após os assassinatos da jornalista Anna Politkovskaya, do ex-agente do FSB Alexander Litvinenko e da defensora dos direitos humanos Natalia Estermírova, que tiveram lugar recentemente na Federação Russa, não podemos ignorar as ameaças provenientes do Kremlin.

Ao publicar este chamado, esperamos deter esta nova “crônica de uma morte anunciada”.

30 de setembro de 2009.

Seguem assinaturas, dentre elas:

Vladimir Bukovsky

Eric Chenoweth

Jadwiga Chmielowska

Irena Lasota

Petruska Sustrova

René Gómez Manzano

Ana Margarita Perdigón Brito

Pablo Rodríguez Carvajal

G. Salgueiro

Quem desejar aderir, pode fazê-lo mediante mensagens eletrônicas dirigidas a apel.podrabinek@gmail.com.

Bem, como vocês viram, eu também assinei porque isto é perseguição mesmo, e não aquela farsa da cubana blogueira.

Mas antes de entrar no tema escolhido para esta edição, quero informar aos amigos e leitores que, por razões que desconheço absolutamente, os links e alguns banners que constavam como indicação no menu do lado direito do Notalatina desapareceram misteriosamente, mas logo serão repostos com a prestimosa ajuda do meu amigo e auxiliar para essas questões técnicas, Alex Brum Machado, do blog Cavaleiro do Templo.

Bem, mas o assunto que quero denunciar hoje foge completamente ao tema proposto desde a criação deste blog, pois trata-se da questão da tal “gripe porcina”, a “necessidade” de se tomar a vacina e a farsa da pandemia desta doença. Na verdade, tudo isto foi criado em laboratório com o objetivo de promover um genocídio planetário determinado pela Nova Ordem Mundial. A coisa parece teoria da conspiração, não é? Pois digo que não, que é uma conspiração real e uma ameaça a toda a Humanidade.

Algumas pessoas podem comentar que não sou médica e que, portanto, não estou capacitada a tratar destes temas de saúde pública, mas informo que há algum tempo venho estudando sobre isso e trocando informações com um amigo que é médico neurologista que comunga das mesmas preocupações minhas. Ademais, sou psicóloga clínica com pós-graduação em psicologia hospitalar, o que me dá certos conhecimentos no campo médico.


Há dois dias tomei conhecimento dos estudos que vem realizando uma monja beneditina catalã, Irmã Teresa Forcades, médica graduada em Medicina Interna e doutorada em Saúde Pública pela Universidade de Barcelona, a respeito da falsidade e malignidade da tal “vacina”. Nesta edição apresento duas séries de seis vídeos, uma delas desta monja e a outra série de uma jornalista austríaco-irlandesa, Jane Bürgermeister, que foi a primeira pessoa a descobrir o crime que havia por trás, não só da gripe, como da imperiosidade de se tomar a tal vacina.

As duas abordam o mesmo tema mas com visões complementares: o enfoque da monja é mais técnico-científico – embora numa linguagem claríssima -, até mesmo pela sua formação profissional, e a jornalista aborda a questão do ponto de vista político, o que torna as duas séries de vídeo importantíssimas porque nos apresenta uma visão completa do crime que está sendo planejado e já em execução em alguns países.


Todas essas descobertas começaram quando Jane tomou conhecimento de que a indústria farmacêutica Baxter Internacional enviou no começo deste ano material para as vacinas contaminado com vírus vivos da gripe aviar para laboratórios de 18 países. Quando o lote de 72 kilos da vacina (imaginem a quantidade doses que havia aí!) chegou à República Tcheca, um dos técnicos do laboratório resolveu testá-la – o que não era necessário – e todas as cobaias testadas morreram em seguida. Imediatamente ele fez uma análise das vacinas e descobriu-se que as mesmas continham vírus vivo, o que as tornaria uma arma letal, em vez de prevenir a doença.

De posse desta informação gravíssima, Jane enviou notas alertando tanto o laboratório Baxter, quanto a jornais e revistas especializadas em medicina, à OMS (Organização Mundial de Saúde), à ONU e o resultado que obteve foi o silêncio mais sepulcral e a perda do emprego. Daí ela partiu para pesquisar porquê a OMS, em um espaço de apenas 3 meses e com pouquíssimos casos registrados (sabe-se que hoje há próximo de 3.000 casos no mundo todo, com pouco mais de 137 óbitos), já declarava a gripe porcina como uma “pandemia”. Lembro de haver comentado com este amigo médico que estranhava o termo “pandemia” a uma doença que havia feito tão poucas vítimas, quando a dengue havia feito incontáveis mais e nunca foi assim rotulada. Lembramos, ainda, que doenças que levavam esta classificação antigamente, tinham dizimado milhares de pessoas, como a Peste Negra, a Gripe Asiática e a própria AIDS, embora a OMS nunca a tenha classificado como tal.

Então a jornalista encontrou a resposta: até o ano passado, a OMS tinha uma classificação das doenças que (ainda) vão de 1 a 6, sendo que para as classificadas até o nível 5, esta organização faz apenas “recomendações” e “orientações”, enquanto que no nível 6, que estabelece a pandemia, ela emite pareceres ordenando procedimentos aos países para que estes cumpram sem qualquer discussão ou argumentação. Além disso, os laboratórios conseguiram da OMS um livramento de responsabilidade, caso as vacinas levem ao óbito ou provoquem doenças graves no sistema neurológico que deixem a pessoa com incapacidade permanente. Quer dizer, há uma conspiração, no sentido de complô, para um extermínio em massa sem que a população perceba ou seja informada, gerado pela própria OMS!

Esta monja tem elaborado vídeos alertando as pessoas sobre o quê de fato é a gripe, quais as conseqüências da vacina e orientando-as a que, se resolverem aceitar ser vacinadas, que o façam conscientemente mas exijam o compromisso à reparação de danos caso a mesma apresente efeitos colaterais. Para se ter uma idéia da falsidade criminosa, ela afirma que a gripe comum mata anualmente na Europa 40.000 pessoas quando é branda mas, mesmo assim, a OMS NUNCA a rotulou como “pandemia”!

A jornalista Jane, por sua vez, alerta que o projeto prevê a obrigatoriedade da vacinação, por ela estar classificada como pandemia, e que já estão sendo elaborados métodos punitivos que podem até levar à prisão aqueles que se recusarem a vacinar-se.

Tanto uma quanto a outra falam em linguagem simples e compreensível a qualquer leigo, de forma clara e sem sensacionalismos. Os vídeos da Irmã Teresa são em espanhol e os de Jane em inglês com legendas em espanhol, e INSISTO que todos assistam e divulguem, porque estas denúncias são gravíssimas e dizem respeito a todos nós. E reforço o alerta das duas especialistas: NÃO TOMEM ESTA VACINA! RECUSEM-SE, FAÇAMOS UMA CAMPANHA OSTENSIVA CONTRA, PORQUE O QUE A OMS E A NOVA ORDEM MUNDIAL DESEJAM É UM EXTERMÍNIO EM MASSA DA POPULAÇÃO MUNDIAL.

Não vou expor todos os vídeos porque senão a postagem iria ficar muito longa, mas eles podem ser vistos aqui: 1/6, 2/6, 3/6, 4/6, 5/6 e 6/6 da Monja Teresa Forcades. E aqui os de Jane Bürgermeister: 1/6, 2/6, 3/6, 4/6, 5/6 e 6/6. São duas mulheres simples, honestas e que merecem nosso respeito e atenção, uma vez que estão se arriscando ao enfrentar grupo poderosos e perigosíssimos, como os Rockefeller e Rotschield além da própria OMS e ONU, o que desde já nos coloca incondicionalmente ao seu lado. Fiquem com Deus e até a próxima!

Traduções e comentários: G. Salgueiro

11 comentários:

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

Amiga Graça,
Sou médico, e já tinha lido algo à respeito.
Mas não com testemunhas.
Realmente uma história estranha.
Eu, particularmente já tinha tomado a decisão de não tomar a vacina, principalmente por ser desnecessária (exceto para idosos, crianças e gestantes.
Ainda, não obstante a tudo isso, não posso deiixar de lembrar outro genocídio silencioso praticado por José Gomes Temporão, médico, Min da Saúde, onde se permitiu a morte desnecessária de muitas gestantes pela centralização absurda na dispensação do medicamento Tamiflu, que foi retirado de forma estúpida das farmácias, além da grande mentira, revelada pelo laboratório do medicamento confirmando que no Brasil não existiriam doses suficientes.
Enfim..
São genocidas indireors aos montes.
Vou divulgar seu post!
Abraços

G. Salgueiro disse...

Stenio, amigo,

Muito grata por seus comentários, e pela divulgação do post.
Só lhe peço, encarecidamente, que não publique a postagem completa, como algumas pessoas costumam fazer, porque isto acaba desviando a visitação do Notalatina para o outro blog ou site que republicou.
Pode parecer um pedido meio chato, mas tenho muito trabalho em pesquisar e preparar as edições, então é justo que as visitações sejam dirigidas para quem se empenhou em apresentar a denúncia, não é mesmo?
Abração e bom final de semana!
MG

daniel akatsu disse...

Graça, quando puder dê alguma informação a respeito da blogueira cubana, pois se referiu a ela como uma farsa. Continue firme na luta, que Deus a abençoe. Abraço.
Daniel Akatsu
Japão

Chacon disse...

Graça, já havia ouvido falar de vc e de seu blog, pelo Olavo de Carvalho, mas nunca tinha entrado, hj, lendo o blog da Adriana Vandoni, passaram esse link.
Bem, quero dizer que moro no México faz mais de 3 anos e estive aqui desde o começo da gripe, e alguns amigos mandaram um email (vou procura-lo se encontrar te repasso) falando da farsa e que a gripe se deu em seguida de visita da Hillary Clinton e depois de Obama que se reuniu con Calderón às portas fechadas.
Bom, um dia fui trabalhar, e um amigo que é de DF (Ciud de Mex) e ia regressar me disse que passou no jornal que havia uma epidemia de gripe suina. Eu me perguntei: mas como? De um dia pro outro, assim? São feitos testes de gripe suina para tosdos os casos de gripe? Não sou médico mas acredito que não... a menos haja vários casos de mortes seguida... O caso é que no começo dessa coisa toda não ví um morto, mas mostravam um menino que diziam ter se curado da gripe. a coisa tava tão mal contada que eu realmente não acreditava, mas presenciei uma coisa que nunca vou esquecer na mnha vida, a cidade onde moro, Monterrey, ficou absolutamente vazia, não havia gente, não havia carros, não havia nada, nada, nada nas ruas, uam cidade fantasma de verdade, fiquei impressionado, e sempre achei que tinha um que de farsa ou algo montado, pois de um dia para o outro não aparece uma pandemia. Queria dar apenas meu testemunho. Abraço. Luis Chacon

G. Salgueiro disse...

Oi, Daniel!

Apesar de nem sempre eu poder responder os comentários, saiba que é um prazer responder suas mensagens, vindas de tão longe. Obrigada pelo apoio!

Veja, sobre esta blogueira farsante eu fiz duas edições no fim do ano passado (em 5 e 23 de dezembro) e tive tantos problemas e fui tão agredida, que resolvi não tocar mais no assunto e deixar que o tempo se encarregue de trazer a verdade à luz. E tenho fé em Deus que virá, porque não costumo "caluniar" nem "difamar" ninguém, e muito menos gratuitamente, mas o que faço é denunciar os crimes e atitudes desqualificadas daqueles que os cometeram.

Mas aproveito e indico aqui os links dessas edições para que você leia o que pensam os verdadeiros dissidentes cubanos, aqueles que sofrem perseguições atrozes, foram presos e são censurados, agredidos e humilhados diuturnamente, os 365 dias do ano.

Há mais ou menos 1 mês um cidadão foi preso - e ainda está - porque teve a "ousadia" de dizer em público que em Cuba se passava fome. Alegar que Yoani não vai presa porque é famosa e isto traria problemas ao regime é um argumento infantil e ridículo, porque o Dr. Darsi Ferrer e o Dr. Oscar Elias Biscet também são internacionalmente conhecidos e nem por isso o regime os trata melhor. Ao contrário, eles continuam presos e vezes sem conta são isolados nas "celdas tapiadas", que são solitárias de 2m x 2m, que não dá pra ficar nem em pé, nem sentado, nem deitado direito, incomunicáveis, lhes oferecem comida deteriorada e fazem suas necessidades fisiológicas em um buraco dentro desta cela. Além disso, convivem com ratos, baratas e outros tipos de inseto que "vivem" nestas celas. Mas Yoani pode desafiar a poderosa filha de Raúl Castro e não acontece NADA!

Então, tire suas próprias conclusões. As duas postagens seguem abaixo.

Grande abraço e comente sempre que é um prazer!

http://notalatina.blogspot.com/2008_11_30_archive.html - Destruindo falsos mitos

http://notalatina.blogspot.com/2008_12_21_archive.html - A cidadã blogueira

G. Salgueiro disse...

Olá, Chacon!

Muito obrigada pelo rico comentário, pois ele vem corroborar o que venho analisando, junto com aquele meu amigo neurologista, desde que a farsa começou.

Entretanto, gostaria muito de ouvir mais a respeito e pediria, se lhe aprouver, de trocar idéias particularmente mas para isto peço que envie um comentário com seu e-mail para que eu possa me comunicar com você.

Explico, como sempre tenho feito, que a mensagem com seu e-mail NÃO será publicada, a fim de preservar sua privacidade. Do mesmo modo não exponho o meu aqui, porque senão a comunalha não me daria mais sossego.

Se for do seu interesse, então, fico no aguardo.

Obrigada por compartilhar suas informações com os leitores do Notalatina.

Abraço cordial

MG

Gays de Direita disse...

A respeito da "premiação" do Obama nós já tinhamos comentado a respeito e a mesma foi condenada entre os circulos homossexuais mais conservadores (anti-Marxistas). O que me deixa com nojo é que no Sabado foi realizado um PROTESTO contra a politica Don't Ask, Don't Tell, criada pelo Clinton, e a "guarda pretoriana de publicitários" o Obama agendou o aparecimento do mesmo no evento para se aproveitar publicamente do acontecimento, conforme acabou acontecendo. Hoje o jornal Estadão publicou uma nota ridícula como se o evento fosse uma "aprovação" do Obama por parte dos homossexuais. A situação está ficando feia para todos.
Se quiser verificar o nosso blog é o UNICO no Brasil que está também denunciando os casos de crimes contra homossexuais, os quais de longe superam o "cenário brasileiro" apontado pelo GGB tanto em quantidade e freqUência como em grau de crueldade.
Boa semana.

Anônimo disse...

Prezada Graça Salgueiro,

Para quem quiser assistir ao vídeo da Monja Beneditina, tem ele completo aqui:

http://www.megaupload.com/?d=X53Y0UZ4

Abraços

Anônimo disse...

Operação Pandemia:
http://www.youtube.com/watch?v=CcgCBiyGljM&feature=player_embedded

Juan Jesús disse...

Olá,
> Graca, meu nome é Juan Jesús, sou mexicano e morei no Brasil 9
> anos, agora estou na Cidade do México e acompanho seu blog sempre.
> Depois de ter lido uma mensagem onde explica a farsa que acontece no
> México, gostaria de me colocar ao seu dispor para qualquer
> informacao ou notícia do México.
> Eu tenho minha agencia de monitoreo de meios de comunicacao, e se
> quiser saber de uma noticia, ou um tema só falar que eu mando pra
> vc.
> Eu cheguei ao seu blog pelo site midiasemmascara e eu traduzia alguns
> artigos que eram colocados no mesmo site.
> Um abraco,

Hermés disse...

Prezada Graça,
Como não tenho outro meio de passar a informação (preferia via email) segue via comentário nesse post. Nem precisa se preocupar em divulgar como comentário – o crédito e o incentivo são seus e apenas estou repassando o que já deve saber.
Largando na frente você divulgou o trabalho de Tereza Forcades e Jane Bürgermeister neste post O caso das vacinas criminosas de 10 de outubro de 2009. Pouco depois, creio que em novembro ou dezembro Olavo de Carvalho comentou em dos seus True Outspeak sobre a jornalista e as ações que ela estava movendo contra a OMS, EUA e o mundo todo. Do ponto de vista político já está havendo um recuo temporário (da turma do governo mundial) tanto na questão do clima quanto na questão das vacinas criminosas. No caso do suposto aquecimento global lembro que o “cara” do IPCC é indiano e tem um bom artigo O guru, a boca e a botija
do Henrique Dmyterko no Mida@Mais. Lembro também do comprometimento do The Hindu com os interesses nessa questão do clima e provavelmente governo mundial.
Segue o editorial de hoje do The Hindu: ThePandemic lessons to be learnt em http://beta.thehindu.com/opinion/editorial/article94326.ece
Firme e em frente.
Hermés
P.S.: Corrija no seu Chávez em Mali: casas, drogas e um avião incinerado o Boing para Boeing. Na época da publicação do seu artigo no MSM avisei e eles fizeram a correção por lá.
“No dia 5 de novembro foi encontrado um Boing de carga que partiu da Venezuela e aterrissou em uma pista improvisada a 15 km de Gao, ao noroeste de Mali, antes de descarregar a cocaína e outros produtos ilícitos”...
“A quantidade de droga que este Boing carregava é desconhecida”...