terça-feira, 18 de agosto de 2009

Os AT4, os russos e o mandante do ataque em Carabobo

O descaramento, a afoiteza e o cinismo de Chávez a respeito dos lança-foguetes doados às FARC só são dignos mesmo de uma mente pervertida, uma mente revolucionária. Há duas semanas tento editar o Notalatina, pois as notícias que começaram a circular pelo Brasil acerca deste insólito episódio eu as tenho desde o dia 5 de agosto, lamentavelmente sem poder divulgá-las, pelas razões que expus aqui nas duas últimas edições. Mas, como as coisas no Brasil só funcionam na base do “tranco”, após a denúncia que fiz à ANATEL e com ameaça de processo, a Vivo finalmente “reconheceu” que o problema existia e que era um defeito da operadora, ou seja, dela mesma. Espero que a situação permaneça tão normal quanto agora, porque senão, reclamo de novo, e de novo e de novo.

O site do meu amigo Heitor De Paola traz hoje uma reportagem da revista colombiana, Semana, intitulada “Las mentiras de Chávez”, que recomendo enfaticamente que leiam, porque ali há dados importantíssimos que deixam completamente a descoberto este psicopata mentiroso que está se enredando cada dia mais na teia que ele mesmo teceu. Na longa entrevista que concedeu à jornalista colombiana, Vicky Dávila, que se pode – e deve! – assistir completa no site Noticiero Digital(não reproduzo porque são seis vídeos com quase 1 hora de duração no total), Chávez insulta a jornalista, Uribe e a Colômbia inteira dizendo que a Colômbia é um “Estado terrorista”; chama Uribe de mentiroso, diz que os colombianos “não sabem da verdade” e reafirma, com a maior cara de pau, quando Vicky diz que o ataque ao posto de controle da Armada de Carabobo foi executado pelo ELN e não pelas FARC quando ele tentou se livrar da acusação: “bem, então vai ver que foi o ELN quem deu, ou vendeu esses lança-foguetes às FARC, pois eles são amigos e se entendem”. Só cuspindo-lhe na cara, porque qualquer um sabe que estes são bandos rivais e vivem se matando uns aos outros por desejo de supremacia!

Agora vocês vão conhecer a verdadeira história daquele ataque e o belo tiro no pé que este degenerado assassino acabou de dar, provando que a mentira tem as pernas bem curtinhas. Segundo informações oficiais, no dia 25 de fevereiro de 1995, às 23:40, nas instalações onde funcionava o Posto de Controle da Armada Venezuelana no Eixo Fluvial Rio Meta Internacional em Carabobo, estado Apure, na fronteira com a Colômbia, foi atacado por terroristas do ELN onde 8 jovens do efetivo da Armada foram mortos com requintes de extrema crueldade e sadismo.


Segundo o informe da ocasião, quatro guerrilheiros da coluna Domingo Laín, do Exército de Libertação Nacional (ELN) dispararam entre 13 e 17 tiros em cada um dos militares venezuelanos e depois de baleados, mortos alguns e outros ainda vivos, aplicaram o “corte de gravata” que consiste em cortar a garganta de um lado a outro e depois puxar a língua pelo corte e estendê-la para fora como uma gravata. Em outros lhes cortaram os testículos e os puseram dentro da boca. A um deles, baleado mas ainda vivo, não satisfeitos com tanta brutalidade, colocaram uma granada dentro de suas calças. A foto ao lado mostra os corpos enfileirados desses 8 jovens militares assassinados violentamente pelos monstros do ELN.

Segundo informes oficiais dados pelo então Ministro da Defesa da Colômbia e Comandante das Forças Militares, general Harold Bedoya Pizarro, os quatro guerrilheiros foram abatidos em um enfrentamento. Desse ataque levaram as seguintes armas: 3 metralhadoras, 2 morteiros, 20 mil projéteis, várias submetralhadoras e uma lancha artilhada de visão noturna. Não havia no local, por absoluta desnecessidade funcional, qualquer lança-foguete AT4.

Agora vem a parte mais chocante e abjeta. As investigações penais e militares dos dois países envolvidos no ataque procuravam saber, principalmente, de onde partiram as informações à guerrilha para facilitar-lhes a operação. No processo que se abriu sobre o caso houve um depoimento muitíssimo importante, que foi o de Monsenhor Ignacio José Velazco, Arcebispo daquela região, que assegurou que teria sido o Comandante Hugo Rafael Chávez Frias quem informou à guerrilha colombiana para que executasse o ataque! Esta informação foi reforçada por outras produzidas por diplomatas da Colômbia que asseguraram que as armas roubadas eram para ser entregues ao movimento político que naquela ocasião respaldava Chávez, conhecido como MBR-200 (Movimento Bolivariano Revolucionário 200).

Em relação a este episódio faço um parênteses para recordar dois dados importantes: em 1995 Chávez havia recém saído da prisão, pela condenação ao falido golpe de Estado (e ainda se acha com moral para rotular os outros de golpistas!) de fevereiro de 1992, e foi neste mesmo ano que ele ingressou no Foro de São Paulo. Lá ele conheceu as FARC e o ELN, Lula e outros marginais. Foi justo num desses encontros que Chávez foi apresentado a Raúl Reyes – dito por ele mesmo em um vídeo – e a Lula, quando naqueles tempos todos os terroristas participavam abertamente e de corpo presente aos Encontros do Foro de São Paulo.

Fechado o parênteses, volto aos fatos daquele ataque. Naquele ano de 1995 o presidente da Colômbia era Ernesto Samper, o mais canalha de todos, cuja campanha foi feita com dinheiro do cartel das drogas de Pablo Escobar. Samper enviou pessoalmente um informe oficial elaborado pelo DAS (Departamento Administrativo de Segurança) com o resultado das investigações a seu homólogo venezuelano, Rafael Caldera, onde se assinala que Chávez foi o responsável pela preparação e execução do ataque. O caso foi levado à Justiça Militar que estava sob a jurisdição de Eladio Aponte Aponte e Damian Nieto Carrillo. Estes dois elementos desqualificaram as acusações contra Chávez e engavetaram o processo. Hoje, são peças fundamentais do regime ditatorial bolivariano dentro da Justiça Militar.

O presidente Uribe, através de seu chanceler Jaime Bermudez ao chanceler Nicolás Maduro da Venezuela, fez um informe reservado acreditando que receberia alguma resposta por parte de Chávez que, no mínimo, demonstrasse preocupação e o desejo de investigar o caso. Como todos sabemos, não foi isto que se deu. Segundo Chávez diz na entrevista, não deu a menor atenção e jogou o papel “por aí”. Diante dessa indiferença Uribe resolveu tornar a denúncia pública. Sem argumentos, Chávez parte para o ataque à pessoa de Uribe enquanto tenta ganhar tempo para inventar alguma desculpa. Tampouco responde aos questionamentos legítimos da fábrica sueca, alegando que os fabricantes agem como se a Venezuela fosse o único comprador deles. Desqualifica a todos, com impropérios, calúnias e baixarias, bem ao seu estilo quando entra em desespero.

E como não conseguia convencer nem uma criança de cinco anos com as suas mentiras, resolveu iniciar uma campanha contra o legítimo direito da Colômbia estender o acordo com os Estados Unidos e compartilhar suas bases militares com os americanos. Entretanto, diante do escândalo dos lança-foguetes a mídia amiga, que parece estar cumprindo seu papel divulgando este fato, está na verdade encobrindo outro – e mais grave -, que são os acordos militares que Chávez está firmando com o governo da Rússia. Disso quase ninguém fala e acredito que pouquíssimas pessoas sabem (se é que sabem).

É sabido de todos que Chávez tem comprado uma exorbitância de artefatos bélicos, munições e armamentos russos, e inclusive meses atrás fez manobras conjuntas com navios russos mas isto não assustou ou incomodou ninguém; a única ameaça mesmo, era a IV Frota americana e agora a presença militar, que propositalmente “eles” estão chamando de “bases militares”. O que ninguém conta é que em 27 de julho passado, bem no calor desta discussão com a Colômbia, Rússia e Venezuela assinaram um novo Estatuto da Comissão Intergovernamental Russo-Venezuela para a Cooperação Técnico-Militar. Isto que estou denunciando aqui, hoje, até poucos dias nem mesmo na Venezuela as pessoas sabiam e eu descobri gastando incontáveis horas de pesquisa porque é uma coisa quase inacessível. Mas está lá, no site do Ministério das Relações Exteriores do governo da Venezuela, embora o texto oficial do acordo continue um segredo de polichinelo.

Agora, como cinismo não tem limites e só eles, os comuo-terroristas do Foro de São Paulo têm direitos ilimitados, nenhum desses pústulas, nem o seboso e vulgar Marco Aurélio Garcia nem o farsante hipócrita do Lula dizem nada, tampouco vêem nisso uma “ameaça à soberania da região”. Ninguém questionou coisa alguma, tampouco Chávez entendeu que deveria dar satisfação e/ou explicação, como fazem agora – quase histéricos – com o presidente Uribe que é soberano em suas decisões.

Para completar esse quadro, a revista Época da semana passada escreveu uma extensa matéria dando conta de mudanças na legislação que limita o uso das suas Forças Armadas no exterior. Pela nova lei, os poderes de intervenção militar do Kremlin se ampliam formidavelmente, inclusive com direito de intervir noutros países, não só da região como em quase todo o planeta! O poder que o Kremlin se auto-concedeu permite enviar tropas russas para defender cidadãos russos que estejam noutros países, para combater a pirataria marítima e para “conter ou prevenir agressão contra um outro país”. Perceberam o alcance disto? A coisa é tão gritante e descarada que o jornal Kommersant escreveu que, baseada na nova lei russa, a Rússia “poderá até enviar militares para o conflito que está surgindo na América Latina, entre nossa amiga Venezuela e a Colômbia”.

Esta foi mais uma notícia que passou praticamente despercebida da imprensa brasileira, pois um fato como este – este sim! – deveria deixar em estado de alerta todos os governantes da região. E é por isso também que Chávez está tão afoito e falando que “ventos de guerra sopram na região”. Claro, é ele, e não Uribe quem está desejando, se armando e querendo provocar uma guerra. E diante disso eu pergunto: de que lado ficará o Brasil, caso este degenerado resolver mesmo atacar a Colômbia, antes que a Colômbia destrua suas amadas FARC? Do jeito que os ventos estão soprando, não duvido muito que se alie ao companheiro do Foro de São Paulo, pois é o próprio psicopata Chávez quem tem afirmado isso...

E para finalizar a edição de hoje, duas provas mais de que os lança-foguetes encontrados ano passado com as FARC não foram os “roubados” em 1995, alegado por Chávez. O depoimento de uma ex-guerrilheira que afirma ter dirigido o falido ataque à posse do presidente Uribe, em 07 de agosto de 2002 que deixou inúmeras vítimas, mas com cilindros-bomba e não com AT4 (nesse trecho da entrevista ela não fala, mas as fotos tiradas no local confirmam ter sido com os cilindros-bomba), e um vídeo recente que mostra chefes guerrilheiros das FARC treinando as milícias em como usar um lança-foguetes. Tudo isto aconteceu depois de Chávez assumir o poder na Venezuela e o depoimento da guerrilheira depõe de forma inegável contra ele.

Segundo a companheira sentimental de Grannobles (um dos comandantes, irmão do Mono Jojoy), “...Quando fiz esse percorrido por Bogotá, foi com gente das milícias e um comandante guerrilheiro chamado Fabián Hernández, que foi quem colocou as coisas do 7 de agosto. Isso estava acertado com as camaradas Maryely, da frente 56, e a Negra Karina...”. “Como tenho documentos venezuelanos, saiu uma viagem. Chegamos a Arauca e entramos na Venezuela por El Amparo (estado Apure) e passamos por San Cristóbal, Tobar, Táriba, Cocoba e Caracas. Estive em Maracaibo como guarda-costas do comandante Rodrigo Ospina. Ele agora está em Margarita; é da frente 10. Sempre nos mobilizamos entre Guasdualito, La Pedrera e San Cristóbal. Nosso grupo em Caracas se chama Carapaica. Com documentação original, legais como se fôssemos cidadãos venezuelanos. Me pediram o nome e eles diligenciaram os documentos e os guardas de Guasdualito me entregaram. Em San Cristóbal chegamos a uma casa com guerrilheiros e milicianos doentes e os atenderam numa clínica. Levam os que têm mais antecedentes na Colômbia. Estive lá com Julio Mostro, com Rodrigo Ospina e Arcesio Ruiz. Grannobles esteve no hospital de San Antonio, em Tachira, em 1º de maio de 2001, e o atenderam por problemas no fígado e inchaço nos pés”. (Entrevista publicada por El Espectador).

Não é uma maravilha isso? Assistam agora o vídeo. Fiquem com Deus e até a próxima!

Comentários e traduções: G. Salgueiro


(São esses os guerrilheiros que tinham os lança-foguetes)

10 comentários:

Beth disse...

Graça, não devemos desejar a morte de ninguém, mas a justiça divina devemos e temos que pedir, e só mesmo Deus para dar uma basta em Chávez. Esta notícia saiu no angelmonadas.blog.com:
O astrólogo mais famoso do mundo hispânico, Walter Mercado, no último domingo voltou a declarar à imprensa que “a morte de Hugo Chávez está próxima”: ele morrerá subitamente de uma estranha enfermidade na cabeça, e isto não vai demorar muito. O astrólogo realizou várias análises da carta astrológica de Chávez, consultou outros colegas e a conclusão é a mesma, Chávez morrerá em breve. Mercado explicou que a enfermidade está em desenvolvimento, Chávez sentirá dores repentinas de cabeça, que também se produzirão no pâncreas (é fato que ele vem fazendo exames de sangue semanais e não é normal a quantidade de remédios que toma). Conforme a enfermidade avançar os médicos poderão crer que se trate de um câncer ou tumor cerebral, porém, estarão equivocados, esta enfermidade não será um câncer, será uma chaga maligna que nunca se viu, uma enfermidade terrível que lhe provocará uma morte espantosa. Para Walter Mercado este será um castigo do universo contra Chávez, por haver semeado tanto ódio y divisão entre as pessoas, por praticar tanta violência, e sobre tudo, por jogar com a religião e as coisas sagradas, e usá-las para manipular o povo com propósitos políticos.

G. Salgueiro disse...

Beth, querida,

Essa história já circula na Venezuela há tempo, pois as pessoas são testemunhas dos afastamentos de Chávez "por motivo de saúde", além de previsões muito semelhantes feitas por um astrólogo famoso de lá cujo nome me escapa agora.
Por outro lado, comenta-se, também, que sempre que este degenerado vai a Cuba procura as "santerias", que é algo parecido com a macumba brasileira mas misturado com algo parecido ao vodu haitiano.
Há muitas histórias sobre cultos satânicos que ele faz numa sala reservadíssima no Forte Tiuna (onde funciona o Ministério da Defesa e onde também os terroristas das FARC são recebidos) e, anos atrás, descobriu-se umas estátuas satânicas que ele mandou fazer e colocou sob um viaduto. Eu recebi as fotos na ocasião (há uns bons 4 ou 5 anos) e eram coisas pavorosas!
Quer dizer, quem lida com as trevas não pode esperar luz em seu caminho, não é mesmo?
Que Deus nos ilumine e abençoe SEMPRE em nossas vidas, para podermos lutar com coragem, determinação e confiança na Providência contra o mal!
Beijo grande,
MG

Mauricio NC disse...

Graça, na comunidade do Olavo de Carvalho no Orkut foi aberto um tópico onde perguntam se a Sra. tem ou vai ter um programa de rádio na internet nos moldes do True Oustpeak do Olavo no site BlogTalkRadio. Gostaria de saber se existe esta possibilidade.

Abraços.

Anônimo disse...

Minha prezada companheira de luta contra a ilegalidade, imporante frisar que a pá de cal nas mentiras do beiçola Hugorila chaves está nas declarações oficiais da Suécia onde documentam que os lança-foguetres encontrados em poder das FARC e, nas palavras de Hogorila roubados em 1995, só foram vendidos e entregues À Venezuela em 1998! TEmos aquí um caso digno para os magos explicar: como roubar peças de artilharia que nem haviam sido fabricadas e entregues?
O site UNASUL tem matéria sobre este assunto, que complementam os dados necessários para mostrar ao mundo HONESTO que a mentira é grosseira.

saudações libertárias.

Carlitos

G. Salgueiro disse...

Olá, Maurício,

Em primeiro lugar, por favor não me chame de senhora, ok? Basta me chamar pelo meu nome, Graça, que me sinto mais confortável.
Em segundo lugar, não tenho um programa de rádio nem sei se terei um dia. A idéia é atraente, sobretudo porque falando é possível dizer mais em 5 minutos do que escrevendo 10 laudas.
Mas eu não sei como se faz isso (tecnicamente), pois sou muito, mas muito primária em questões de tecnologia e tenho verdadeiro pavor a essas coisas. Imagine que uso meu celular apenas para receber e fazer chamadas, e tenho uma agenda à parte para anotar telefones porque me enrolo toda para pôr no próprio aparelhinho. :-)))
De todo modo, me senti honrada com o que escreveram lá no Orkut a meu respeito e a respeito dessa possibilidade.
Por enquanto esse programa não existe mas prometo pensar no assunto com carinho, ok?
Abração!
MG

G. Salgueiro disse...

Olá, Carlitos,

Obrigada por seu comentário mas você se equivoca. Os AT4 foram vendidos em 1988 e não em 1998, conforme publiquei na postagem de 01 de agosto.
A mentira não está nessa data mas nas outras evidências, como as cartas encontradas nos computadores de RR, onde eles afirmam que vão receber armas e munições de Chávez, bem como os próprios lança-foguetes achados no acampamento de "Jonh 40" ano passado.
Não lhe parece inverossímil que, tendo roubado essas armas em 1995, eles as mantivessem guardadas até a presente data, quando de lá para cá fizeram incontáveis ataques? Antes de ter essas armas em seu poder as FARC faziam ataques mais violentos com cilindros-bomba, técnica aliás, obtida através de treinamento feito com terroristas do ETA basco e com o IRA da Irlanda.
O vídeo apresentado na última edição mostra que eles "ainda" não haviam usado os lança-foguetes, não por falta de oportunidade mas porque estavam fazendo treinamento, o que comprova que receberam há pouco tempo, não lhe parece?
Grande abraço e volte sempre!
MG

Oliveira jr disse...

Olá Graça, sobre os supostos problemas de saúde de Chávez, não é preciso ser astrólogo para saber. Qualquer um que defenda o socialismo já é um doente mental. Se Deus vai exercer juízo sobre ele agora, não sabemos. Sei o que diz a Bíblia: "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." (Gálatas 6:7). E mais: quando o homem traça semelhanças entre a Palavra de Deus e as doutrinas humanas - como fazem os revolucionários, está chamando juízo para sí, pois Deus abomina tal proceder. Como homens não conseguimos derrotar estes representantes de lúcifer. Mas Deus pode, e o fará. No entanto, do jeito que a mentalidade da AL está hoje, até os cristãos estão caindo na armadilha do socialismo.
Se me concede a honra, dê uma olhada no meu blog: www.palavradas.wordpress.com e veja o que tenho estudado ali.
Deus a abençoe e a livre de todo mal. Que a graça Dele a envolva como seu nome.

G. Salgueiro disse...

Olá, Oliveira Jr.!

Muitíssimo obrigada pelos votos abençoados, pois isto é TUDO o que eu preciso para continuar minha caminhada. O resto vem por acréscimo, não é mesmo?
A respeito das citações que você faz, concordo plenamente, pois minha vida se pauta pelo que está dito nas Sagradas Escrituras, apesar de meus incontáveis pecados.
Do mesmo modo que cada um responderá pelas sementes que plantou, também os mornos (que vêem e se calam diante do mal manifesto) serão vomitados e seus nomes riscados do livro de Deus.
Sua mensagem me fez muito feliz e notei uma coisa curiosa: depois que eu postei a captação do IP do comentarista publicamente, os cães raivosos que me ameaçavam, os de mal com a vida, os que só sabem semear o ódio e a destruição comunista sumiram! Parece que, finalmente, entenderam que isto aqui é uma propriedade privada e que só há espaço para o bem.
Obrigada por tudo e que Deus nos abençoe a todos. Vou visitar sua página, sim.
Grande e fraterno abraço,
MG

fernandoamoedo disse...

Olá Graça,

Sei que está meio fora deste tópico mas, acabo de ler no Estadão que o Presidente Uribe teria usado fotografias de satélite de bases das FARC em território venezuelano para calá-lo no encontro da UNASUL em Bariloche. Dada a confiabilidade deste jornal, é verdadeira esta informação?

Obrigado e um abraço!
Amoedo.

G. Salgueiro disse...

Olá, Amoedo!

Fui ler a matéria a que você se refere (que não está "fora deste tópico") para poder comentar.
Como eu sempre tenho dito (e rebatido), não confio nos jornais brasileiros porque, dominados pela esquerda, uns mais radicais que outros, todos falam a mesma linguagem; parece até um press release! Por isso não perco meu tempo lendo notícias publicadas no Brasil.
Não raro as informações são mal traduzidas, recortadas (para caber no ideário comuna), manipuladas, distorcidas, falseadas e o que deveria ser divulgado é criminosamente ocultado do público.
Além disso, as publicações saem com atraso de até meses, daí que - a priori - não acredito em NADA que é publicado no Brasil em relação sobretudo aos países comunistas do continente pertencentes ao Foro de São Paulo.
No caso da matéria em questão, trata-se de "meia verdade" ou verdade manipulada. O que ocorreu, na realidade, é que Uribe levou não só estas provas como outras, mas como um recurso a utilizar em caso de necessidade. Seria o ás escondido na manga, caso Chávez partisse para a agressão e o desrespeito como costuma fazer.
O que fez Chávez moderar seu palavrório foi a solicitação - muito sábia e sensata - de Uribe, de que a audiência fosse transmitida ao vivo para que o público tivesse direito de participar, assistindo, o que fez com que o boquirroto Chávez enfiasse a viola no saco.
Curioso deste fato é que o asno palaciano - Lula - ficou furioso com esta medida, pois ele está acostumado a tramar tudo longe dos olhares indiscretos do público, como faz há malditos 19 anos no Foro de São Paulo. Isto prova o desprezo que este elemento maligno tem pelo povo que o colocou no apogeu.
Chávez sabe que já está queimado perante o mundo civilizado; se fizesse alguma agressão a Uribe, corroborava o que se diz dele e poderia ser a pá de cal que faltava para derrubar definitivamente seu sonho de ingressar no Mercosul. Apenas isto, porque burro ele não é.
Eu assisti a essa cúpula. Tenho em 16 vídeos onde fica mais do que comprovado a alta estatura política, moral, diplomática e educacional de Uribe, em flagrante contraste com o resto, um bando de ratos de porão que melhor estariam tomando pinga num botequim de beira de estrada do que dirigindo países e destruindo tudo como uma praga de gafanhotos.
Feliz da Colômbia que tem um dirigente como Uribe, e é por isso que o povo não quer que ele saia agora.
Grande abraço e volte sempre!
MG